São Miguel do Iguaçu é representado em capacitação para os Jogos da Integração do Idoso
16/09/2021 São Pedro do Iguaçu

O município de São Miguel do Iguaçu foi representado na quarta-feira, 16, na clínica de capacitação de profissionais para os Jogos da Integração do Idoso (JIIDOS), que foi realizada na cidade de Toledo.

CLIQUE AQUI E SIGA O CANAL DO GUIA NO YOUTUBE

ENTRE NO GRUPO DE WHATSAPP DO GUIA SÃO MIGUEL

O professor do departamento de Esportes, da secretaria municipal de Cultura, Esporte e Lazer de São Miguel do Iguaçu, Henrique Viana Martins, esteve representando o município na capacitação, que contou com profissionais de municípios pertencentes às regionais de Cascavel e Foz do Iguaçu.

A capacitação serviu para apresentar aos profissionais de Educação Física as modalidades que são disputadas nos JIIDOS, pois a grande maioria delas não é praticada nos municípios dessas regionais.

Neste ano, os Jogos da Integração do Idoso estão previstos para acontecer entre os dias 18 e 23 de outubro, nos municípios de Guaratuba e Pontal do Paraná, nas modalidades: Basquetebol Relógio, Handebol por Zona, Peteca, Vôlei Câmbio, Vôlei no Escuro, Vôlei de Praia, Tênis de Mesa, Dominó, Damas e Xadrez Relâmpago.

De acordo com o professor Henrique Martins, a capacitação serviu também com uma preparação para os Jogos de 2022, pois a organização do evento sinalizou a possibilidade de acrescentar o Voleibol Gigante, que atualmente é praticado no município, na próxima edição dos Jogos da Integração do Idoso. Além disso, segundo ele, o município vai trabalhar para iniciar também as outras modalidades disputadas nos JIIDOS.

‘Após ter visto na capacitação a variedade e quantidade de modalidades que podem ser trabalhadas, podendo ampliar o leque de atividades propostas, vejo com bons olhos futuramente a implantação de todas essas modalidades. O departamento de Esportes, através do secretário, Sandro Alexandre, e do diretor de Esportes, Aldatro de Góes, vem nos incentivando a buscar novos conhecimentos e nos dando apoio e auxílio sempre que necessário e o público da 3ª idade está cada vez mais ativo. Cabe a nós, profissionais da Educação Física, enxergar e ter a visão de ampliação desses esportes’, relatou o professor.

Assessoria

 
MAIS NOTÍCIAS
PARCEIROS