Idoso vítima de latrocínio morre no hospital
11/06/2019 Cascavel

O idoso Elísio Ferreira Rocha, que ficou internado na UTI do Hospital Universitário de Cascavel durante 26 dias morreu no último domingo (9). Aos 83 anos ele ainda trabalhava na lanchonete da família e na tarde de 14 de maio o idoso levou três facadas no peito e no rosto.

Elísio foi socorrido pelo Siate e as poucas palavras que conseguiu dizer eram de que havia sido vítima de um assalto. A Polícia Civil investiga o caso e identificou o autor do crime. O homem, que não teve o nome e a idade divulgados,  foi encontrado dias após o crime em Limeira, interior de São Paulo.

O delegado do GDE de Cascavel, Tiago Teixeira, disse em coletiva que o autor do crime alegou legítima defesa no depoimento que prestou em São Paulo. “Ele confessou o crime, mas disse que o idoso errou o troco de uma compra que ele fez na lanchonete. Ele alega ter pagado a conta com R$ 50 e o idoso afirmava ter recebido uma nota de R$ 20. A investigação da polícia não acredita nessa versão. Ouvimos várias testemunhas e reunimos elementos suficientes para comprovar que o crime se trata de um latrocínio”, afirma o delegado.

No entanto o pedido de prisão preventiva do autor foi negado pela Justiça e o homem foi solto em São Paulo.

Agora com a morte da vítima, a polícia vai encaminhar o inquérito ao Ministério Público. A expectativa é de que o Poder Judiciário autorize a prisão do autor que já tinhas duas passagens por roubo e tráfico de drogas.

Fonte: Massa News (Foto: Colaboração Cristiane Guimar

 
MAIS NOTÍCIAS
PARCEIROS